top of page
Poéticas afetivas: escrever a cidade, com Camila Assad e Reynaldo Damazio
Poéticas afetivas: escrever a cidade, com Camila Assad e Reynaldo Damazio

Poéticas afetivas: escrever a cidade, com Camila Assad e Reynaldo Damazio

Data: 28 de março (segunda-feira) Horário: das 19h30 às 21h30

O registro está fechado
Ver outros eventos

Local e Horário

28 de mar. de 2022, 19:30 – 21:30

Transmissão via zoom

Sobre o Evento

Essa aula gratuita é um parceria entre o Museu Casa das Rosas & A Capivara.

A aula propõe uma discussão sobre os corpos dissidentes que transitam pela metrópole contemporânea, a partir da leitura de Baudelaire feita por Walter Benjamin, em "Baudelaire e a Modernidade".  Vamos fazer um percurso desde a cidade como cenário pós-moderno, do flâneur baudelairiano, da expansão urbana e da metrópole modernista até os corpos dissidentes da metrópole estratificada, feminista, de hoje. Também vamos ler e comentar textos e poemas de autores que abordam o meio urbano, tais como, Virginia Woolf, Paul B. Preciado, Mário de Andrade, Roberto Piva, Ferreira Gullar, Marília Garcia, Ana Martins Marques, Valeska Torres, Rafael Zacca, para embasar a discussão sobre a poética da cidade em três dimensões: afetiva, política e fantasmagórica.

Ao final da aula, será proposto um exercício de criação literária, em que os participantes receberão uma provocação para escrever sobre a relação entre observação, memória e a espacialização de elementos subjetivos, na percepção do ambiente urbano em que vivem.

>> ATENÇÃO! Aqueles que quiserem receber um feedback do exercício, poderão encaminhar posteriormente o texto para os professores, que responderão por e-mail.

Camila Assad  nasceu em Presidente Prudente (SP) em 1988. É autora de CumulonimbusEu não consigo parar de morrer e Desterro, obra contemplada pelo ProAC/SP na categoria criação literária. Possui aperfeiçoamento em Criação literária pela UC Berkeley. Tem obras publicadas em mídias impressas e digitais em Portugal, México, EUA, entre outros. Atualmente se divide entre o interior de São Paulo e a capital, onde pesquisa a relação entre poesia, cidade e feminismo.

Reynaldo Damazio nasceu em São Paulo em 1963. É autor de Poesia, linguagem, Nu entre nuvens, Horas perplexas (livro contemplado com o PAC/SP), Com os dentes na esquina, Crítica de trincheira: resenhas, notas, trilhas & outras tramas e Movimentos portáteis. É coordenador do Centro de Apoio a Escritores do museu Casa das Rosas e editor. Pesquisa e ministra oficinas de escrita e caminhada.

Compartilhar evento

bottom of page