top of page

Poema inédito de Daniela Rezende



mitocôndrias


é pelas mitocôndrias que se apreende um trauma


: um experimento feito com ratazanas

& seus filhotes demonstra

a mãe rata encosta na ponta eletrificada

de uma haste de metal

o choque não fere, apenas assusta & arrepia

os pelinhos cinzentos da nuca áspera

eis a quebra do cotidiano asséptico do laboratório

ou talvez apenas a ordem do dia repetida

à exaustão – germe do início de tudo


a mãe rata encosta na ponta eletrificada

se prenhe, seus filhotes a posteriori

evitarão – sem saber porque – o choque

estarão livres da morte nos fios desencapados

dos postes urbanos, nas armadilhas caseiras

escaparão de mais uma artimanha montada

pelo destino, via mão de seus algozes

: os cientistas humanos testam o que ignoram

& o que deveriam saber – mas não sabem


perdoa : eles sabem exatamente o que fazem


as mitocôndrias maternas ensinam o trauma

às pequenas gerações adiante cabe


solenemente


não discutir com a mãe na hora do jantar









Daniela Rezende é escritora e artista educadora. Bacharela em História da Arte pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e mestra em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), nasceu e mora em São Paulo. É autora de Uma mulher só não faz verão (Urutau, 2022), obra semifinalista do Prêmio Oceanos 2023, e Mãe fantasma (Primata, 2023).



Mais sobre o poeta em: linktr.ee/danielarezende













bottom of page