top of page

#apoetadesabado Laís Corrêa de Araújo - Auto-retrato


Laís Corrêa de Araújo


Poeta e crítica brasileira, nascida em Campo Belo, Minas Gerais, em 1928. Estreou com o livro Caderno de Poesia (1951), ao qual se seguiu O Signo e Outros Poemas (1955).


Em 1959 passou a escrever a coluna "Roda Gigante" no jornal O Estado de Minas e, a partir de 1960, colaborou com O Estado de S. Paulo. Contemporânea dos poetas da neovanguarda do pós-guerra brasileiro, conheceu Haroldo de Campos (um ano mais novo do que ela) no Congresso Brasileiro de Crítica e História Literária, em 1961, e tomou parte da Semana Nacional de Poesia de Vanguarda, realizada em Belo Horizonte em 1963. Casada com o poeta Affonso Ávila (1928 - 2014), Laís Corrêa de Araújo esteve, como ele, entre os nomes importantes da experimentação poética do período em Minas Gerais.


Lançou ainda os livros Cantochão (1967), Maria e Companhia (1983), Decurso de Prazo (1988) e Pé de Página (1995). Sua obra poética foi reunida no volume Inventário 1951-2002, com apresentação de Maria Esther Maciel. Laís Corrêa de Araújo morreu em Belo Horizonte em 2006.




**Inventário – 1951 | 2002, Ed. UFMG, 2004.







bottom of page