top of page

A poeta de sábado é Cassandra Rios





Cassandra Rios, pseudônimo de Odette Peréz Rios, foi a primeira autora brasileira a vender um milhão de livros, ainda nos anos 70.


A escritora nos deixou em 2002, mas sua obra é um importante legado para autoras e autores LGBTQIA+. Cassandra nunca deixou de apresentar em seus textos a temática homosexual e herótica, por conta disso foi perseguida e teve 34 de seus 50 livros censurados.


Foi, inclusive, levada a prestar depoimento por conta de seus escritos, em uma entrevista concedida à Jandiro Koch em 2013, Pabla, antiga companheira de Cassandra, conta sobre um desses interrogatórios:


“Cassandra ficou detida, 21 horas de pé, por causa de uma poesia chamada “Prisão da Liberdade”. Ela comentava sobre isso e ria dizendo que eles, na verdade, nem entendiam o que estavam lendo.”



Reunimos aqui alguns poemas do livro "Canção das Ninfas", de 1971.
















bottom of page