top of page

A cruzada das crianças, de Bertold Brecht, por Claudia Abeling #tradução&poesia


No transcurso da história, guerras nunca deixaram de existir — maiores ou menores, entre antagonistas mais ou menos poderosos ou vistosos. Neste 2022, graças à internet, todos somos bombardeados: se não por bombas, por imagens. E imagens de estações de trem apinhadas, filas intermináveis de carros na estrada, civis fugindo a pé da Ucrânia me fizeram lembrar da balada “A cruzada das crianças”, de Bertold Brecht (1898-1956), publicada pela primeira vez em 1941. As palavras de Brecht tornam irrelevantes estas minhas.





No Brasil, A cruzada das crianças foi publicada pela editora paulistana Pulo do Gato, em 2014. A tradução é de Tercio Redondo, com ilustrações de Carme Solé Vendrell.






Foto: Fred Stein





#tradução&poesia - Curadoria de Claudia Abeling




Claudia Abeling é paulistana; se lhe perguntam da profissão, diz que “trabalha com livros” – quer dizer: lê, escreve, revisa, traduz, edita. As atividades mudam a cada vez, mas o objeto é sempre o mesmo. Formalmente, cursou Editoração na ECA/USP e trabalhou em diversas editoras. No momento, a tradução do alemão é preponderante. Em 2019, com p:l:a:n:g:e:p:l:a:n:g:e (SP: Quelônio), pela primeira vez seu nome saiu da página de créditos e foi parar numa capa.











Comentarios


bottom of page