top of page
O que é que eu vou fazer com essa tal liberdade? O verso livre na poesia brasileira contemporânea, com Sergio Maciel
O que é que eu vou fazer com essa tal liberdade? O verso livre na poesia brasileira contemporânea, com Sergio Maciel

O que é que eu vou fazer com essa tal liberdade? O verso livre na poesia brasileira contemporânea, com Sergio Maciel

Datas: 06, 13, 20 e 27 de Junho (quintas-feiras) Horário: das 19h30 às 21h30

Local e Horário

06 de jun. de 2024, 19:30 – 27 de jun. de 2024, 21:30

Transmissão via Zoom

Sobre o Evento

Este curso é apoiado por Zilveti Advogados Associados e compreende uma aula-bônus inicial, aberta à participação de todas e todos.

O objetivo deste curso é compreender melhor a poesia brasileira contemporânea, numa abordagem prática, através da leitura e análise de poemas de escritores de vários tempos e origens.

Quem nunca pensou ou ouviu essas frases: “Ahh... poesia é muito difícil, não entendo nada!” “Pôxa, poesia é coisa só para intelectuais...” E esta piadinha que corre por aí: “Poesia é prosa com ENTER no meio das frases”? Será mesmo assim?

Durante o curso, vamos ler poemas com a mediação do professor, que vai abordar, dentre outras coisas, as especificidades do verso livre na poesia brasileira, partindo da teoria do ritmo desenvolvida por Henri Meschonnic, e passando pelas questões levantadas por Paulo Henriques Britto em sua tentativa de classificação do verso livre brasileiro. A cada leitura, o professor vai destacar a estrutura particular que cada poeta constrói, em torno da subjetividade e historicidade da sua escrita.

A questão central será lidar com a tal “liberdade” desse verso sem métrica dos poetas de hoje e aprender a identificar os padrões e rigores que os poetas constroem para si, facilitando assim a interpretação do texto poético.

Programação

Aula 1

Nossa primeira aula será sobre dois poetas contemporâneos incontornáveis, Ricardo Domeneck e Leonardo Fróes. O verso de um quase como antítese do verso do outro. A ordem das palavras no verso será o foco principal aqui, numa tentativa de tentar compreender dois tensionamentos opostos de um verso sem metro, no entanto calculado.

Aula 2

Na segunda aula, dois poetas com uma relação muito interessante com o famoso fantasma do metro, mencionado por T. S. Eliot lá no início do século passado: André Capilé e Eliane Marques.

Aula 3

A terceira aula será destinada a repensar o verso de Roberto Piva para além da questão xamânica e marginal. A proposta será realizar uma leitura mais formal de alguns de seus poemas. Além disso, outro poeta selecionado para esta aula é o poeta goiano Heleno Godoy.

Aula 4

Na última aula, trataremos da poesia de duas jovens autoras: Julia de Carvalho Hansen e Rita Isadora Pessoa.

Esse curso se destina a estudantes de letras e humanidades em geral, professores, pesquisadores e a toda pessoa que se interesse pela criação, pela escrita e/ou pela leitura poética, sem pré-requisitos. O curso visa fornecer material de análise para aqueles que desejem compreender um pouco melhor a poesia brasileira contemporânea, em particular o funcionamento do verso livre e, inclusive, pensar os modos de funcionamento dos poemas para refinar seus instrumentos de análise, de criação e de abordagem aos poetas contemporâneos.

Sergio Maciel é doutorando em Estudos Literários pela Universidade Federal do Paraná, com pesquisa sobre o verso livre na poesia brasileira contemporânea. Tem formação em língua e literatura latina. Traduziu o Édipo, de Sêneca, para seu mestrado. Publicou os livros de poesia: ratzara (Dybbuk, 2017) e esta casa malsã (Macondo, 2020). Foi editor da revista escamandro.

Estes valores têm um caráter de doação e serão usados para financiar os projetos d'A Capivara Instituto Cultural.

Você também (pessoa física ou jurídica) quer apoiar nossos cursos e nos ajudar a torná-los mais acessíveis a todas as pessoas? 

Fale conosco: acapivaracultural@gmail.com

Ingressos

  • 1ª Aula Bônus

    Esta opção garante uma vaga gratuita apenas para o primeiro encontro do curso.

    R$ 0,00
  • Contribuição Tô podendo

    Esse tipo de doação nos ajuda a manter o programa de bolsas para as pessoas em situação de vulnerabilidade.

    R$ 300,00
  • Contribuição Tô dura

    Essa doação nos possibilita manter A Capivara Instituto Cultural em operação.

    R$ 180,00
  • Bolsa Social

    Destinado a estudantes de graduação e pós, bolsistas CAPES/CNPq e pessoas em situação de vulnerabilidade social, por questões de raça, gênero, orientação sexual, outras. (*Vagas Limitadas)

    R$ 90,00

Total

R$ 0,00

Compartilhar evento

bottom of page