top of page
[EVENTO PRESENCIAL] Um fogo incessante
[EVENTO PRESENCIAL] Um fogo incessante

[EVENTO PRESENCIAL] Um fogo incessante

Leitura de poemas em homenagem aos 50 anos da morte de Alejandra Pizarnik

Local e Horário

22 de set. de 2022, 18:00 – 20:00

Livraria da Tarde, R. Cônego Eugênio Leite, 956 - Pinheiros, São Paulo - SP, 05414-010, Brasil

Sobre o Evento

A CAPIVARA, a LIVRARIA DA TARDE e a RELICÁRIO EDIÇÕES têm o prazer de apresentar o evento UM FOGO INCESSANTE, leitura de poemas e bate-papo em homenagem aos 50 anos da morte da poeta argentina Alejandra Pizarnik. 

O evento presencial, que acontecerá na Livraria da Tarde, contará com a participação das poetas Natália Agra, Ana Marta Cattani, Gabriela Aguerre, Michaela Schmaedel, Viviane Nogueira e Tatiana Eskenazi para discutirem sobre os principais aspectos da poesia de Pizarnik e ler poemas da autora argentina.

As obras de Pizarnik publicadas no Brasil pela Relicário Edições, "Árvore de Diana", "Os trabalhos e as noites", "Extração da pedra da loucura" e “O inferno musical”, estarão à venda em condições especiais no dia do evento.

Alejandra Pizarnik nasceu no dia 29 de abril de 1936, em Avellaneda, na região metropolitana de Buenos Aires. Seu primeiro livro de poemas, La tierra más ajena, foi publicado em 1955 e assinado como Flora Alejandra Pizarnik. Em 1960, mudou-se para Paris, onde viveu durante quatro anos e travou amizades com os escritores Julio Cortázar e Octavio Paz, tendo este último escrito o prólogo de seu livro seguinte, Arbol de Diana, de 1962. Em 1965, após seu retorno à Argentina, publica Los trabajos y las noches. Seus livros seguintes são Extracción de la  Piedra de Locura, de 1968, e El Infierno Musical, de 1971. Em 1972, aos 36 anos, Pizarnik morre após ingerir uma quantidade letal de barbitúricos, deixando escrito na lousa de seu apartamento: "Não quero ir/ nada mais/que até o fundo."

A poética de Pizarnik é conhecida por seus aspectos sombrios, sempre no limiar do vazio, da melancolia e com um eu-poético partido. A poeta escreve como se incorporasse duas personas, como se estivesse sempre diante de um espelho, onde o passado e o presente transcorrem ao mesmo tempo. Morte, memória, solidão, tristeza são temas recorrentes em sua poética concisa, mas que deixa no poema sempre algo por vir, um grito que é, ao mesmo tempo, um enorme silêncio.

Natália Agra (1987) é escritora e editora. Publicou os livros de poesia "De repente a chuva" (Corsário-Satã, 2017) e "Noite de São João" (Corsário-Satã, 2020), publicado também em Portugal pela editora Douda Correria. Publicou o livro infantil "Os balões de Nise" (IOGRAM, 2019). É uma das editoras da Corsário-Satã e uma das organizadoras da Desvairada - Feira de Poesia de São Paulo.

Ana Marta Cattani (1969) é advogada e escritora. Cursou a pós-graduação em Formação de Escritores do Instituto Vera Cruz (SP). Participou da antologia de poemas “Corpo de Terra” (ed. Quelônio, 2021) e da coletânea “Prêmio Off-Flip de Literatura” (selo Off Flip, 2021). Em 2020, fundou A Capivara (@acapivaracultural), que se dedica a organizar cursos, oficinas e encontros literários.

Gabriela Aguerre (1974) é escritora e professora de escrita criativa. Trabalhou por mais de 20 anos na Editora Abril, em diversas funções, dentre elas a de diretora de redação da revista Viagem e Turismo. Fez a pós-graduação em Formação de Escritores no Instituto Vera Cruz (SP) e em 2019 publicou seu primeiro romance, O Quarto Branco (Editora Todavia), que foi finalista do Prêmio Jabuti e do Prêmio São Paulo de Literatura.

Michaela Schmaedel (1976) é editora de cultura e poeta. Cursou o CLIPE (Curso Livre de Preparação de Escritores), na Casa das Rosas/SP. É autora dos livros Coração Cansado (Penalux, 2020), Quênia – poemas de viagem (Cas’a edições, 2021) e Paisagens inclinadas (editora 7letras, 2022). Está na antologia As mulheres poetas na literatura brasileira (Arribaçã, 2021) e na coleção de plaquetes Petits furts, de Josep Domènech Ponsatí, que traduziu seus poemas para o catalão. É editora do podcast Poesia pros Ouvidos.

Viviane Nogueira (1995) é poeta, psicóloga e atualmente mestranda em teoria literária na FFLCH/USP. É autora do livro "Uma casa se amarra pelo teto" (Macondo, 2019).

Tatiana Eskenazi (1979) é administradora, fotógrafa e poeta. Cursou a pós-graduação em Formação de Escritores do Instituto Vera Cruz (SP). Publicou seu retrato sem você (ed. Quelônio, 2018) e na carcaça da cigarra (Laranja Original, 2020).

Compartilhar evento

bottom of page