top of page
ESCRITAS DO INCOMPREENSÍVEL: procedimentos de criação em escrita e leitura
ESCRITAS DO INCOMPREENSÍVEL: procedimentos de criação em escrita e leitura

ESCRITAS DO INCOMPREENSÍVEL: procedimentos de criação em escrita e leitura

com Deise Abreu Pacheco e Marcio Gimenes de Paula // Datas: 17 e 24 de novembro; 1 e 8 de dezembro (quintas-feiras) // Horário: das 19h30 às 21h30

As inscrições estão encerradas
Consulte a nossa agenda

Local e Horário

17 de nov. de 2022, 19:30 – 08 de dez. de 2022, 21:30

Transmissão via Zoom

Sobre o Evento

  • Como exercitar a leitura e a escrita a partir daquilo que nos escapa, ou seja, a partir daquilo que não conseguimos definir ou compreender?
  • Como exercitar a leitura e a escrita por meio de uma linguagem de atmosferas, tonalidades afetivas, ambiências e gestualidades?
  • Como exercitar uma leitura e uma escrita que se lance à comunicação do ausência e do silêncio?

Essa oficina se propõe a investigar tais questões, a partir de práticas de leitura e de escrita, exercícios de criatividade, bem como a leitura acompanhada de trechos da obra do filósofo dinamarquês Kierkegaard, que vão servir como tema e ponto de partida para reflexão e criação. Não é necessário o conhecimento prévio de filosofia e/ou da obra de Kierkegaard.

Vamos adotar como eixo textos selecionados do autor dinamarquês Søren Kierkegaard (1813-1855), cuja obra influenciou a produção literária, ensaística e filosófica de autores tão diversos quanto Jean-Paul Sartre, Simone de Beauvoir, Fernando Pessoa, Hilda Hilst, Guimarães Rosa, James Baldwin, Franz Kafka, Jorge Luis Borges, Albert Camus, María Zambrano, Thomas Mann, Rainer Maria Rilke, Thomas Bernhard, Friedrich Dürrenmatt, Henrik Ibsen.

Nesta oficina, vamos abordar algumas obras célebres de Kierkegaard, trazendo à luz experiências de leitura e de escrita em torno das noções de recordação, repetição e fé, de modo a pôr em questão modos de comunicação do incompreensível por meio de atmosferas, tonalidades afetivas, ambiências e gestualidades.

Para tanto, vamos focar trechos das obras Temor e Tremor, assinada pelo autor-pseudônimo Johannes de silentio  e  A Repetição, assinada pelo autor-pseudônimo Constantin Constantius, que, publicadas conjuntamente em 1843, guardam entre si importantes elos temáticos: o diálogo ficcional com passagens bíblicas, a experiência do incompreensível e o lugar da comunicação poética. Em contraponto, também leremos trechos da obra Estádios no Caminho da Vida, explorando um método de cultivo da arte da recordação, proposto pelo autor-pseudônimo William Afham, como forma de exercitar uma percepção poética da vida.

A partir desse enfoque, abordamos a relação entre leitura e escrita por meio de procedimentos criativos de caráter sensível e imaginativo, propondo um diálogo entre os textos lidos e a prática de escrita de cada participante.

Aula 1:

  • Contextualização da obra de Kierkergaard (pressupostos centrais);
  • Leitura do capítulo inicial da obra Temor e Tremor, intitulado Stemning [no dinamarquês: afinação, atmosfera, tonalidade afetiva, disposição, ambiência], por meio do procedimento do close reading [leitura atenta] e da coletivização da leitura em voz alta do trecho selecionado;
  • O cultivo da escrita a partir da experiência da leitura: procedimentos de criação a partir da noção de Stemning;
  • Proposta de exercício de escrita para os participantes desenvolverem para a aula seguinte.

Aula 2:

  • Partilha dos exercícios de escrita desenvolvidos pelos participantes: os textos produzidos serão lidos em voz alta e discutidos pelo grupo, tendo em vista as proposições lançadas na aula anterior;
  • Exercícios sobre o título: que efeito um título nos causa? Elaboração de títulos possíveis para o texto produzido pelos participantes;
  • Exercícios de reescrita: proposição de procedimentos criativos para o aprofundamento de aspectos linguísticos e temáticos do texto de Temor e Tremor, a partir de imagens (pinturas, fotografias etc.) e músicas.

Aula 3:

  • Leitura de trechos selecionados da obra A Repetição, por meio do procedimento do close reading [leitura atenta] e da coletivização da leitura em voz alta do trecho selecionado;
  • Abordagem da relação entre recordação, repetição, leitura e escrita;
  • O cultivo da escrita a partir da prática epistolar (cartas, mensagens, recados etc.): procedimentos de criação a partir das posições do confidente, do observador e do espectador;
  • Proposta de exercício de escrita epistolar para os participantes desenvolverem para a aula seguinte.

Aula 4:

  • Partilha dos exercícios de escrita desenvolvidos pelos participantes: os textos produzidos serão lidos em voz alta e discutidos pelo grupo, tendo em vista as proposições lançadas na aula anterior;
  • Leitura de trechos selecionados de In Vino Veritas [no latim: No vinho, a verdade], capítulo de abertura da obra Estádios no Caminho da Vida, por meio do procedimento do close reading [leitura atenta] e da coletivização da leitura em voz alta do trecho selecionado;
  • O cultivo da recordação: Stemning, oposição e contrastes; abordagem do método de cultivo da arte da recordação, proposto pelo texto, como forma de exercitarmos uma visão poética da vida;
  • Proposta de exercícios de escrita para os participantes desenvolverem posteriormente a partir do “método de cultivo da recordação” proposto pelo texto.

Público-alvo:

Pessoas interessadas em experimentações com escrita e leitura e procedimentos de escrita criativa;

Pessoas interessadas em literatura e filosofia em geral.

Pré-requisito: idade mínima 16 anos.

Deise Abreu Pacheco (Dedé)

Atua na fronteira entre artes cênicas, filosofia e literatura. É doutora em Artes Cênicas (Bolsa FAPESP/Capes) pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, com estágio de pesquisa doutoral em filosofia no Søren Kierkegaard Research Centre, da Universidade de Copenhague (Dinamarca). É autora do livro Assistir e ser assistida: via e limites de uma estética existencial. Um percurso por escritos de Søren Kierkegaard (Hucitec Ed., 2021). Possui graduação e mestrado em Artes Cênicas (ECA/USP). Ao longo de trinta anos de carreira, tem aliado sua experiência em artes da cena a práticas de escrita e leitura de textos literários e filosóficos, em abordagens artístico-pedagógicas diversificadas com enfoque no campo sensível e imaginativo da experiência estética (experimentos e mediações artísticas, oficinas livres e atividades em âmbito acadêmico). Integrou o corpo docente do programa de Pós-Graduação em Escrita Criativa da Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). Atuou como servidora pública na função de Orientadora de Arte Dramática do Teatro da Universidade de São Paulo (TUSP, 2009-2014), órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da Universidade de São Paulo. Foi coordenadora editorial da Revista aParte (TUSP, 2010-2014), bem como curadora da I Bienal Internacional de Teatro da Universidade de São Paulo (TUSP, 2013). No campo ficcional, é autora das tirinhas A vida de Deise, em parceria com a poeta, tradutora e professora em literatura francesa Ana Cláudia Romano Ribeiro, divulgadas semanalmente no Instagram (@pachecodeiseabreu) e no Facebook (DeiseAbreuPachecoDedé).  Website: http://deisepacheco.com.br/

Marcio Gimenes de Paula

Professor associado do departamento de Filosofia da Universidade de Brasília. Possui graduação em filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (1999), graduação em teologia pelo Seminário Teológico Presbiteriano Independente (1994), mestrado em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (2002) e doutorado em Filosofia pela Universidade Estadual de Campinas (2005). É membro colaborador e pesquisador do Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa (integrado em projeto de investigação sobre Filosofia da Ação e Valores e em projeto de tradução das obras de Kierkegaard), membro da SOBRESKI (Sociedade Brasileira de Estudos de Kierkegaard), da Associação Brasileira de Filosofia da Religião, do GT de Filosofia da Religião da ANPOF, do Grupo de Filosofia da Religião da UnB, do Grupo de pesquisa sobre a obra de Kierkegaard da UNISINOS, do Grupo Crítica e Modernidade da UNICAMP, do Grupo de Pesquisa de Ética e Política da UnB, do Grupo Crítica e Subjetividade da UFES, da Sociedade Feuerbach Internacional e do Centro de Investigação Professor Doutor Joaquim Veríssimo Serrão. Suas pesquisas versam sobre Filosofia da Religião, Ética, Kierkegaard e cristianismo. Vídeo-aulas e outras contribuições públicas também são disponibilizadas no seu canal particular no Youtube (Marcio Gimenes de Paula):

https://www.youtube.com/channel/UC6zav-iGSTnZolTNsxNCW5Q

Ingressos

  • Inscrição Integral

    [Pagto. em até 3X sem juros, no cartão]

    R$ 350,00
  • Inscrição 50% OFF

    [Pagto. em até 3X sem juros, no cartão] - Destinado a estudantes de graduação e pós graduação, bolsistas CAPES/CNPq e pessoas em situação de vulnerabilidade social. (Vagas Limitadas)

    R$ 175,00
    Esgotado
  • Inscrição + Doação

    [Pagto. em até 3X sem juros, no cartão] - A quantia doada acima do valor integral do ingresso nos ajuda a manter o nosso programa de bolsas (APOIE UM ALUNO)

    R$ 400,00
  • Inscrição Ex-alunos Capivara

    [Pagto. em até 3X sem juros, no cartão] - Destinado exclusivamente aos alunos que já fizeram algum de nossos cursos pagos.

    R$ 315,00

Total

R$ 0,00

Compartilhar evento

bottom of page