top of page

Poema inédito de Prisca Agustoni





Prisca Agustoni nasceu em Lugano (Suíça), morou muitos anos em Genebra antes de se mudar para o Brasil. Atualmente vive entre Juiz de Fora (MG) onde trabalha como tradutora e professora universitária de literatura italiana e comparada, e a Suíça. Escreve e se autotraduz em italiano, português e francês. De recente publicação seus livros O mundo mutilado (Quelônio, 2020, finalista Jabuti), O gosto amargo dos metais (7 letras, 2022, Prêmio Cidade de Belo Horizonte) e a plaquete Rastros (Fósoforo/Luna Parque, 2022). No prelo seu novo título de poesia, Entre o que brilha e o que arde, a sair em setembro pela editora Urutau.
















foto de Lara Toledo


bottom of page