top of page
Como Wislawa Szymborska pensava a poesia, com Michaela Schmaedel e Reynaldo Damazio
Como Wislawa Szymborska pensava a poesia, com Michaela Schmaedel e Reynaldo Damazio

Como Wislawa Szymborska pensava a poesia, com Michaela Schmaedel e Reynaldo Damazio

Data: 04 de março (sábado) Horário: das 10h às 12h

O registro está fechado
Ver outros eventos

Local e Horário

04 de mar. de 2023, 10:00 – 12:00 BRT

Transmissão via zoom

Sobre o Evento

Essa aula gratuita é uma parceria entre o Museu Casa das Rosas & A Capivara.

Baseada no livro Correio Literário (editora Âyiné, 2021), esta aula propõe uma discussão sobre as diretrizes poéticas da poeta polonesa Wislawa Szymborska. Na obra, há uma reunião das cartas que Szymborska respondia a quem lhe enviava um poema para ser publicado no semanário Zycie Literackie, onde trabalhava.

Os conselhos bem-humorados e muito valiosos servem para pensarmos a poesia de uma forma ampla, evitar clichês e saídas pouco originais, apelar a grandes temas ou recorrer a uma linguagem exagerada. “Na poesia, o que deve acontecer é a descrição em si. Tudo se torna importante e significativo: a escolha das imagens, seu arranjo e a forma que elas adotam em palavras. A descrição de um simples quarto precisa se tornar gradativamente a nossos olhos a descoberta de um quarto, e a emoção desta descoberta deveria nos contagiar”, escreve ela numa das cartas.

A poeta acreditava que um poema deve sempre causar uma surpresa, uma descoberta, mas deve estar vinculado ao tempo em que vivemos.

Michaela Schmaedel é editora de cultura e poeta. Cursou o CLIPE (Curso Livre de Preparação de Escritores), na Casa das Rosas, além de oficinas de escrita com diversos poetas brasileiros. É autora dos livros Coração Cansado (Penalux, 2020), Quênia – poemas de viagem (Cas’a edições, 2021) e Paisagens inclinadas (editora 7letras, 2022). Está na antologia As mulheres poetas na literatura brasileira (Arribaçã, 2021) e é editora do podcast Poesia pros Ouvidos.

Reynaldo Damazio nasceu em São Paulo, em 1963. É autor de Poesia, linguagem, Nu entre nuvensHoras perplexas (livro contemplado com o PAC/SP), Com os dentes na esquinaCrítica de trincheira: resenhasnotas, trilhas & outras tramas Movimentos portáteis. É coordenador do Centro de Apoio a Escritores do museu Casa das Rosas e editor. Pesquisa e ministra oficinas de escrita e caminhada.

Compartilhar evento

bottom of page